terça-feira, 6 de abril de 2010

Noite do Vinil de casa nova em 2010

Noite do Vinil de casa nova em 2010
O Projeto Noite do Vinil criado em 2008 com o objetivo de perpetuar a cultura do disco de vinil ao completar dois anos de atividades, passa por uma reestruturação e inicia o ano de 2010 com local e data novos, isso para garantir cada vez mais qualidade na realização do evento. Nesta nova etapa, tendo como cenário o Relicário Bistrô, às sextas-feiras serão comandadas num revezamento de Djs. A cada semana um tema ou músico será comandado no toca-discos do bar para deleite de aficionados nos bolachões.
Pop Rock nacional e internacional, Black music, Soul, Românticas, Temas de Novelas, Brega, Discoteca, Grunge, Chorinho, MPB, Bossa, Malditos, Samba, como também artistas como Michael Jackson, Beatles, James Joplin, Bob Marley, Elvis Presley, Roberto Carlos, Maria Bethania, Caetano Veloso, Chico Buarque, Raul Seixas, Roberto Ribeiro, entre tantos outros. Essa foi uma pequena parte do que foi apresentado ao longo dos dois anos de atividades. Como também, algumas homenagens como a São Jorge, aos Campistas, a abolição da escravatura, a Woodstock, entre inúmeras outras edições.
Nesse tempo, o projeto extrapolou o local de realização do encontro, sendo apresentado em diversas oportunidades, como em comemorações de instituições como nos 80 anos da Associação de Imprensa Campista, no aniversário do Jeep Clube de São João da Barra, no Fórum de Qualificação Profissional da Faculdade de Filosofia de Campos no SESC Mineiro de Grussaí, na roda de Samba do Psicodélicos e fez parte da programação de verão do Farol de São Thomé em 2009.
O projeto criado pelo colecionador Wellington Cordeiro conseguiu também aglutinar outros colecionadores de vinil campistas, que estavam até então com seus acervos guardados em casa sem oportunidade de audição coletiva, como é a proposta do encontro. Se juntaram na empreitada os colecionadores Romualdo Braga, Marcio Aquino, Aucilene Freitas, Ranieri e Juca. Além de pessoas com acervos pequenos que também faziam questão de compartilhar com os freqüentadores.
Em 2010 surgiu outra novidade, projeto ganhou uma novidade é a adesão do Vinil nas programações musicais do SESC Campos, primeiramente com o projeto Tropicália nos dias 25 de março, 8 e 15 de abril às 19h, abrindo a programação musical das noites. Rolando Mutantes, Caetano Veloso, Jorge Mautner, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Gal Costa. A parceria neste projeto está sendo com o colecionador Marcio Aquino. Já nos meses de abril e maio, o vinil estará presente no projeto Pop Rock, também do SESC Campos, com parceria com o colecionador Romualdo Braga.
Relicário Bistrô
Um bar com ambiente aconchegante que reabre suas portas para abrigar projetos culturais como A Noite do Vinil e o Sarau Será o Benedito? Que acontecem às sextas e os sábados respectivamente. O local tem tudo a ver com essa nova proposta de ser um diferencial na cultura noturna da cidade, possui uma decoração super transada em estilo retro (anos 50, 60 e 70). Está localizado na Av. 28 de Março, nº 48 - Campos.

Mercado de Toca Discos
O mercado de toca-discos voltou com força total com inúmeros lançamentos. Os atuais aparelhos vêm com inovações tecnológicas, como saída USB que facilita a ligação do aparelho ao computador. Exemplo é o aparelho lançado pela empresa ION - o Toca-Discos ION TT USB que apresenta uma nova maneira de arquivar gravações de vinil para o seu computador. O toca-discos de tração por correia possui uma porta USB para arquivar gravações em iTunes e outros softwares populares. O Software EZ Vinyl Converter 2 para PC e o software EZ Audio para Mac estão incluídos. O software fornece uma maneira fácil de digitalizar áudio gravado para software iTunes. O software incluído também melhora a qualidade de áudio ao remover estalos e batidas.

Analógico X Digital
Entusiastas defendem a superioridade do vinil em relação às mídias digitais em geral (CD, DVD e outros). O principal argumento utilizado é o de que as gravações em meio digital cortam as freqüências sonoras mais altas e baixas, eliminando harmônicos, ecos, batidas graves, "naturalidade" e espacialidade do som. Estas justificativas não são tecnicamente infundadas, visto que a faixa dinâmica e resposta do CD não supera em todos os quesitos as do vinil. Especialmente quanto se trata de nuances que nos sistemas digitais são simulados através de técnicas de dithering.

Polysom
Em constante crescimento em vendas em todo o mundo, o mercado de vinis estará especialmente aquecido a partir de agora com a reinauguração da Polysom. Única fábrica de vinis da América Latina, a Polysom estava desativada desde outubro de 2007. Comprada pelos proprietários da Deckdisc em abril de 2009, passou por uma obra civil de grandes proporções e começou a operar nesse início do ano. A Polysom vai atender todos os selos e gravadoras do Brasil e da América Latina. Os primeiros lançamentos (nas lojas em março) serão 4 títulos da própria Deckdisc: “Cinema” (Cachorro Grande), “Onde Brilhem os Olhos Seus” (Fernanda Takai), “Fome de Tudo” (Nação Zumbi) e “Chiaroscuro” (Pitty).

Feira do Vinil
No próximo domingo dia 11 de abril, enquanto acontece a maior feira de vinil do mundo, na Holanda, o Rio terá uma parecida, numa iniciativa do sebo Baratos da Ribeiro Com participação de diversos Djs comandarão sua pick-ups para incrementar a festa. Os participantes poderão também comprar discos novos e usados. A feira acontece no Cinematheque no bairro de Botafogo de 12h às 21h.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Programação Cultural do SESI - Mês de Março


terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Agenda Cultural

Quarta-Feira, dia 24 de fevereiro - 21h
Roda de Samba com o Grupo Ébano
Local: Quadra da Mocidade Louca

Quinta-Feira, dia 25 de fevereiro - 19h
Projeto Noel na cor do samba - Roda de Samba com o Grupo Cadência Samba Choro
Local: SESC

Quinta-Feira, Dia 25 de fevereiro - 21h
Cine de Quinta
Local: Bar Barbearia

Quinta-Feira, dia 25 de fevereiro - 21h
Roda de Samba com Lene Moraes e Bando
Local: Quadra do Psicodélicos

Domingo, dia 28 de fevereiro - 12h
Projeto Noel na cor do samba - Roda de Samba com Jardel do Cavaco
Local: SESC

Domingo, dia 28 - 13h
Roda de Samba com Lene Moraes e Bando
Local: SESI

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Horror no Cinema Brasileiro

Horror no Cinema Brasileiro
1 Dez a 10 Jan/2010
Local: Cinema 1 (CCBB - RJ)

A mostra Horror no Cinema Brasileiro apresenta ao público a obra de diversos cineastas que contribuíram para o gênero no Brasil, como Luiz de Barros, Carlos Hugo Christensen, Moacyr Fenelon, Ody Fraga, Jean Garrett, Walter Hugo Khouri e John Doo. Os filmes desses autores – de grande apelo popular, mas pouco vistos atualmente e muitas vezes desprezados ou ignorados por críticos e historiadores do cinema brasileiro - estarão pela primeira vez reunidos em torno do tema. Os filmes não se restringem apenas ao horror, transitam entre outros gêneros, como a comédia, o musical, o clássico, o experimental. Todos eles, porém, trazem elementos de horror identificados em sua narrativa. Além disso, não faltam nesta mostra, é claro, exemplos genuínos do horror autêntico brasileiro e de seus subgêneros como o gore e o slasher.
SERVIÇO
Data: 22 de dezembro a 10 de janeiro
Local: Cinema 1 Rua Primeiro de Março, 66 - Centro
Bilheteria/Informações: Terça a domingo, das 10h às 21h Telefone: (21) 3808-2007
Ingressos: R$ 6 (inteira) R$ 3 (meia entrada para estudantes, professores, funcionários e correntistas do Banco do Brasil e maiores de 60 anos)
Obs: as exibições em DVD tem entrada gratuita
Consulte a classificação indicativa de cada filme

Programação

21 de dezembro, segunda – sessão de abertura para convidados
20h - O Maníaco Do Parque (2009), de Alex Prado
22 de dezembro, terça
15h - O Jovem Tataravô (1936), de Luiz de Barros
17h - Fantasma Por Acaso (1946), de Moacyr Fenelon
19h - Veneno (1952), de Gianni Pons
23 de dezembro, quarta
15h - À Meia Noite Levarei Sua Alma (1964), de José Mojica Marins
17h - Esta Noite Encarnarei No Teu Cadáver (1967), de. José Mojica Marins
19h - Encarnação Do Demônio (2008), de José Mojica Marins
24 e 25 de dezembro, Quinta e sexta
Não terá programação devido as comemorações do Natal.
26 de dezembro, sábado
16h - Despertar Da Besta (1969), de José Mojica Marins.
18h - Lobisomem, O Terror Da MeiaNoite (1972), de Elyseu Visconti Cavalleiro
20h - A Força Dos Sentidos (1979), de Jean Garrett
27 de dezembro, domingo
15h - A Reencarnação Do Sexo (1981), de Luiz Castilini
17h - Enigma Para Demônios (1975), de Carlos Hugo Christensen
19h - The Ritual Of Death / Ritual Macabro (1991), de Fauzi Mansur
28 de dezembro, segunda
Fechado para manutenção.
29 de dezembro, terça
15h - As Sete Vampiras (1986), de Ivan Cardoso
17h - O Segredo Da Múmia (1981), de Ivan Cardoso
19h - Um Lobisomem Na Amazônia (2005), de Ivan Cardoso
30 de dezembro, quarta
15h - Excitação (1977), de Jean Garrett
17h - O Estripador De Mulheres (1978), de Juan Bajon
19h - The Ritual Of Death / Ritual Macabro (1991), de Fauzi Mansur
31 de dezembro e 1º de janeiro, quinta e sexta
Não terá programação devido as comemorações do Ano Novo.
2 de janeiro
sábado
16h - Pecado Na Sacristia (1975), de Miguel Borges
18h - Olhos De Vampa (1996), de Walter Rogério
20h - O Fim Da Picada (2009), de Christian Sagaard
3 de janeiro, domingo
15h - A Mulher Do Desejo (A Casa Das Sombras) (1975), de Carlos Hugo Christensen
17h - 3 Episodios: "Solo de Violino"(1980), de Ody Fraga; "O Gafanhoto"(1981), de John Doo; "O Pasteleiro"(1981), de David Cardoso
19h - Mangue Negro (2008), de Rodrigo Aragão
4 de janeiro, segunda
Fechado para manutenção.
5 de janeiro, terça
15h - O Jovem Tataravô (1936), de Luiz de Barros
17h - Fantasma Por Acaso (1946), de Moacyr Fenelon
19h - Veneno (1952), de Gianni Pons
6 de janeiro, quarta
15h - À Meia Noite Levarei Sua Alma (1964), de José Mojica Marins
17h - Esta Noite Encarnarei No Teu Cadáver (1967), de José Mojica Marins
19h - Encarnação Do Demônio (2008), De José Mojica Marins
7 de janeiro, quinta
15h - A Reencarnação Do Sexo (1981), de Luiz Castilini
17h - Enigma Para Demônios (1975), de Carlos Hugo Christensen
19h - O Maníaco Do Parque (2009), de Alex Prado
8 de janeiro, sexta
15h - As Sete Vampiras (1986), de Ivan Cardoso
17h - O Segredo Da Múmia (1981), de Ivan Cardoso
19h - Um Lobisomem Na Amazônia (2005), de Ivan Cardoso
21h - Sessão Maldita: As Taras Do Mini Vampiro (1987), de José Adalto Cardoso
9 de janeiro, sábado
16h - Excitação (1977), de Jean Garrett
18h - O Estripador De Mulheres (1978) Juan Bajon
20h - Shock (1984), de Jair Correia
10 de janeiro, domingo
15h - A Mulher Do Desejo (A Casa Das Sombras - 1975), de Carlos Hugo Christensen
17h - '3 Episodios: "Solo de Violino"(1980), de Ody Fraga; "O Gafanhoto"(1981), de John Doo; "O Pasteleiro"(1981), de David Cardoso
19h - Mangue Negro (2008), de Rodrigo Aragão

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Sessão Sexta-Feira 13

Foto: Do site www.swilliamshaw.com
Hoje é sexta-feira 13 e não passará em branco para os apreciadores de filmes de terror. Os cinéfilos poderão se reunir na Taberna Dom Tutti apartir das 23h para curtir a Mini Mostra de Curtas de Terror. A madrugada será regada a sustos e gritos de horror com a apresentação de diversos curtas, entre eles alguns de produção local. A produção é de Wellington Cordeiro da produtora Canibal Goytacá.
O número 13
Símbolo de desgraça, já que 13 eram os convivas da última ceia de Cristo, e dentre eles, Jesus que morreu na sexta-feira foi, conseqüentemente, ligada ao horror que o número 13 provocava nas gerações cristãs. Por isso, muitas pessoas evitam viajar em sexta-feira 13; a numeração dos camarotes de teatro omite, por vezes, o 13; em alguns hotéis não há o quarto de número 13 - este é substituído pelo 12-a. Muitos prédio pulam do 12º para o 14º andar temendo que o 13º traga azar. Há pessoas que pensam que participar de um jantar com 13 pessoas traz má sorte porque uma delas morrerá no período de um ano. A sexta-feira 13 é considerada como um dia de azar, e toma-se muito cuidado quanto às atividades planejadas para este dia.
Como se vê, a crença na má sorte do número 13 parece ter tido sua origem na Sagrada Escritura. Esse testemunho, porém, é tão arbitrariamente entendido que o mesmo algarismo, em vastas regiões do planeta - até em países cristãos - é, estimado como símbolo de boa sorte.
As lendas
Além da justificativa cristã, existem 2 outras lendas que explicam a superstição. Uma Lenda diz que na Escandinava existia uma deusa do amor e da beleza chamada Friga (que deu origem a friadagr, sexta-feira). Quando as tribos nórdicas e alemãs se converteram ao cristianismo, a lenda transformou Friga em uma bruxa exilada no alto de uma montanha. Para vingar-se, ela passou a reunir-se todas as sextas com outras onze bruxas e mais o demônio - totalizando treze - para rogar pragas sobre os humanos. Da Escandinava a superstição se espalhou pela Europa.
A outra lenda é da mitologia nórdica. No valha, a morada dos deuses, houve um banquete para o qual foram convidados doze divindades. Loki o espírito do mal e da discórdia, apareceu sem ser chamado e armou uma briga em que morreu o favorito dos deuses. Este episódio serviu para consolidar o relato bíblico da última ceia, onde havia treze à mesa, às vésperas da morte de Cristo. Daí veio a crendice de que convidar 13 pessoas para um jantar era desgraça na certa.
Entre os filmes que serão apresentados estão: A série Masters of terror (1ª temporada), Episódios do CreepShow – Os mestres do terror e do macabro George Romero e Stephen King. Os nacionais: Colégio de Humanos Mortos de Fernando Rick, Aparência de Liz Vamp. Assim como uma seleção dos curtas da Canibal Filmes de Peter Baiestorf e Gurcius Gewdrer. A produção local estará representada pelo curta, Zumbi da Meia Noite da produtora campista Os Invisíveis e os curtas Ave Satan e Eleição Maldita da produtora Canibal Goytacá.

Só pra lembrar: A Taberna fica na Rua das Palmeiras, 13 (atrás do churrasquinho do Luiz na 28 de março)

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Cultura Afro-descendente


Caros amigos vocês estão convidados a ir a Quissamã no próximo sábado. Haverá o lançamento do catálogo do Complexo Cultural Machadinha, fruto da pesquisa sobre a origem do nome Quissamã e sua ligação com a Angola. A pesquisa levou um grupo ao país africano para buscar maiores informações. A História: Os sete capitães encontraram um negro angolano da região de Kissama próximo a Lagoa Feia e por isso, deram o nome de Quissamã ao lugar. Haverá ainda Jongo, Fado, Restaurante de comidas típicas, e o show da cantora Rita Ribeiro.
Vamos lá!